Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Julho, 2008

Às vezes tudo dá errado, aí acontecem coisas maravilhosas que jamais teriam acontecido se tudo desse certo….

Quero que tudo comece e termine certo!! Sem os “poréns” da vida!! Pois eu me cansei de ser forte e aguentar tudo terminando errado e eu sendo compreensiva!

Read Full Post »

:)

Sorri quando a dor te torturar
E a saudade atormentar
Os teus dias tristonhos vazios

Sorri quando tudo terminar
Quando nada mais restar
Do teu sonho encantador

Sorri quando o sol perder a luz
E sentires uma cruz
Nos teus ombros cansados

Sorri vai mentindo a sua dor
E ao notar que tu sorris
Todo mundo irá supor
Que és feliz

(Charles Chaplin)

Read Full Post »

: (

Hoje estou triste….Acabaram-se minhas férias….estou sem vontade de escrever….mas com milhões de coisas à dizer…por isso…Vou de Drummond…..rsrs

 

“A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca e que, esquivando-nos do sofrimento, perdemos também a felicidade”.

Carlos Drummond de Andrade

Read Full Post »

Desabafando…

Ser ou não ser??

Sou muito mais do que uma bela aparência, mais do que um cérebro pensante, mais do que todos os meus sonhos escondidos, infinitamente mais do que todas as minhas palavras somadas e multiplicadas. Se Shakespeare não sabia se era ou não, eu com certeza sei o que sou, será que alguém mais o sabe?

Sou como uma caixinha guardada em um baú, cheio de surpresas e detalhes que somente quem realmente se interessa pode algum dia descobrir, pois é preciso ser paciente para ultrapassar todas as camadas que teimo em adicionar cada dia mais, para que só assim eu possa me proteger desta dura realidade que é o mundo hoje. Onde é cada um por si e Deus por todos, isso se temos ele no coração, tenho pena dos que não o conhecem. amam e admiram.

O que é uma vida sem ele? Qual é o sentido? Este ar que nos dá a vida de onde surgiu? As plantas, as coisas belas e os nossos sentimentos que são sempre tão complexos? Será que surgiram do nada? Qual a explicação para os milhões de coisas que sinto? De onde vêm uma saudade de coisas que nunca vi e vivi? Saudade e vontade de poder ver e viver coisas novas, de olhar o mundo e a vida com uma visão diferente da que vejo hoje. De poder acordar e constatar que o mundo e as pessoas são melhores, mais humanas e menos mesquinhas, menos hipócritas e individualistas.

Quero voltar a enxergar o mundo com olhos de criança, onde a única preocupação é o medo do escuro e de levar bronca dos pais pelas malcriações que fazemos, e não por maldade mas pela ingenuidade que é natural da criança. Quero poder receber um abraço carinhoso e cheio de alegria de alguem que realmente se importe e goste de mim do jeito que sou, com minhas qualidades e defeitos, com meus erros e acertos. Quero acordar e olhar para o lado e receber um bom dia da mesma forma que damos a alguém que ficou muito tempo longe da gente, com muita alegria e otimismo. Quero chorar e sorrir sem medo de que isso me cause algo mais do que sorrisos e lágrimas, mas por saber que tenho quem me entenda e que eu possa correr e ter se não uma bronca, mas pelo menos um amigo, que no caso de não poder ajudar, que pelo menos possa ouvir-me.

Quero não precisar colocar em palavras tudo o que vai em meu coração, mas apenas em olhares e gestos, e que eles sejam de vital importância à alguém do mesmo modo que serão à mim. Cada dia veja com mais dificuldade e tristeza o quanto todos esses meus singelos desejos estão longe de serem alcançados, mas eu confio em alguém que sabe mais do que eu e do que todas as pessoas juntas a hora certa para cada pessoa e para cada acontecimento. E independente da dificuldade e do tempo, eu sei quem sou e o principalmente sei o que não sou, o que quero e o que não quero, e por isso mesmo digo que confio minha vida e meus sonhos e sentimentos em quem me criou e continuarei sempre em seu caminho, pois é em Deus que busco todas as minhas respostas às milhares dúvidas que surgem a cada novo obstáculo.

Read Full Post »

Solidão

Há certas horas, em que não precisamos de um amor…
Não precisamos da paixão desmedida…
Não queremos beijo na boca…
E nem corpos a se encontrar na maciez de uma cama…

Há certas horas, que só queremos a mão no ombro, o abraço apertado ou mesmo o estar ali, quietinho, ao lado…
Sem nada dizer…

Há certas horas, quando sentimos que estamos pra chorar, que desejamos uma presença amiga, a nos ouvir paciente, a brincar com a gente, a nos fazer sorrir…

Alguém que ria de nossas piadas sem graça…
Que ache nossas tristezas as maiores do mundo…
Que nos teça elogios sem fim…
E que apesar de todas essas mentiras úteis, nos seja de uma sinceridade
inquestionável…

Que nos mande calar a boca ou nos evite um gesto impensado…
Alguém que nos possa dizer:

Acho que você está errado, mas estou do seu lado…

Ou alguém que apenas diga:
Eu estou Aqui!

(William Shakespeare)

Read Full Post »

Decisão….

Passei por uma situação essa semana, lamentável, mas que me fez enxergar minha vida de forma diferente. Foi  um daqueles momentos em que analizamos nossa vida toda em apenas alguns segundos. Acredito que é o medo ou a sensação de que todo os seus planos e de que todo aquele controle que lutei pra ter, ou pelo menos acreditei que tinha, foram coisas da minha imaginação. Onde um segundo que nunca valorizei, pois pensei ser insignificamente, acabou me provando que podia se tornar como o ar que respiro.

Fui assaltada. Não quero comentar detalhes sobre isso, mas somente o que se passou pela minha mente. A sensação de que tudo podia acontecer e de não saber o que se esperar, da sensação de vulnerabilidade, de que controle é algo que não consigo ter, e que achei em algum momento de minha vida que tinha, mas que foi um equívoco grave de minha parte. Não sei o que foi pior, se os segundos angustiantes, de medo e ansiedade, e que tudo finalizasse o  mais rápido possível, ou se é o agora, pois a cada momento que penso a respeito, as situação muda minha maneira de ver o mundo, a vida e todos os meus sentimentos em relação às pessoas. Acredito que a crise de choro que se seguiu após o ocorrido apenas desencadeou uma crise emocional, onde o meu lado dominador, que acredita que tudo deve ser controlado e racionalizado está em combate com o lado emocional, que viu uma possibilidade de finalmente liderar e me levar por um caminho desconhecido. E é engraçado como algumas idéias são  inseridas no subconsciente, algo que nunca foi uma possibilidade hoje é algo bem convidativo, algo sedutor, que não percebi, mas que as dúvidas foram alimentando resultando em um caminho a ser descoberto.

Junto às duvidas que sã muitas, somaram-se às experiências e conselhos de conhecidos, e sei que se conselho fosse bom, vendia-se, mas não sei se felizmente ou infelizmente, acabou gerando mudanças, pois acredito que todos os questionamentos nos levam à algum lugar, independente do lugar, mas leva. Isso porque, se damos margem a conselhos, é porque existe a incerteza sobre nossos atos, e isso faz com que em algum momento cause mudanças. E aí está ela, a dúvida que não quer calar, para que mesmo serviu  controle de tudo? Para exatamente nada, percebi que não muda muita coisa, no fim não tenho controle de nada, é isso mesmo de nada, e isso não quer dizer que eu acredite que devamos abandonar todos os princípios que nos cercam, aliás é o oposto, devemos sim é nos agarrar a eles, para que a vida tenha um sentido maior, e mesmo porque eu apenas enxerguei que é preciso apenas planejar, mas sabendo que a possibilidade de que meus planos sejam “interrompidos” pelas casualidades da vida, existem sim, e não somente isso, como está presente em cada segundo do dia, mesmo porque hoje eu posso dormir e amanhã não acordar. O amanhã é algo que não posso assegurar, e junto com tudo isso, veio a tona o meu lado emocional, que acredito estava escondido nesses “poucos anos vividos”, mas que hoje resolveu que vai estar mais presente, mesmo porque o racional está quase igual ao infeliz que governa este país, ou seja, já esteve no comando por tempo demais e não nos trouxe nada de útil, somente más lembranças e contínuos desapontamentos e não é desapontamentos com o infeliz analfabeto, mas com esse povinho que teima em acreditar em alguém tão burro e que se faz de desentendido e por isso mesmo é hora de mudanças, pois pior não ficará!!!

Espero que como eu, em algum momento as pessoas caiam em si, e enxerguem a verdade gritante que está escancarada e que tomem alguma iniciativa da mesma forma que eu estou tomando a iniciativa de viver mais e com mais qualidade de vida e com com menos racionalidade.

Read Full Post »

Noz

 

“Sem dúvida, tua couraça te protege de quem deseja te destruir. Mas se não deixares cair, ela te isolará também da pessoa que pode te amar”…

 

Já me falaram que sou casca-grossa……Será verdade? Será calúnia? Será uma noz?….Com certeza sou uma pessoa como não há mais atualmente.

Na dúvida, digo apenas que sou um espelho, onde reflito apenas a imagem que está a minha frente.

O que me consola é perceber que não sou única, existem outros como eu. Como sei dessa existência?

Citando uma frase de um amigo: ” Eu conheço os da minha própria espécie” !!

Será que vale a pena ser diferente disso?

Ouso dizer que ainda não conheci alguém que merecesse  o meu esforço de  me tornar um ser humano melhor e menos agressivo.

Minha realidade é dificil de ser aceita? Bom, isso não cabe a mim, e sim a você!

Mostre-me sermerecedor!!

Read Full Post »